Seguiiindo flor! *-*

awnn, eu também <3 
Lindo tumblr, btw :)

photo

myfuckinglinno:

eu como letras, pauso em parágrafos, hesito em prólogos, sorrio em virgulas, corro em reticências, choro pontos de interrogação, amo em frases, respiro em cheiro de tinta seca, sou meu início e meu fim num emaranhado de palavras desconexas que no fim me dizem, eu vivo livro.  

myfuckinglinno:

eu como letras, pauso em parágrafos, hesito em prólogos, sorrio em virgulas, corro em reticências, choro pontos de interrogação, amo em frases, respiro em cheiro de tinta seca, sou meu início e meu fim num emaranhado de palavras desconexas que no fim me dizem, eu vivo livro.  

photo

myfuckinglinno:

Pathos
 E crio memórias a partir de vontades. Fecho os olhos e desenho-te a fogo em minhas pálpebras, agarrando loucamente seus vestígios em minha pele, seu cheiro em meus lábios. Cada detalhe supérfluo, assim, quando fecho os olhos, mesmo por um mísero segundo, te vejo. Esteja eu no céu ou no inferno. Meu coração remendado vezes demais se enobrece, fica abarrotado de emoção apurada, se derramando por você. Cometo excessos em meu íntimo, sou excêntrico ao ser exorbitantemente necessitado, só que, a coisa é que no fundo, sou nada? Foi uma anfibologia? O que sei é que ao te tocar, me sinto tão… eu. Porque eu, contigo, faço sentido. Me encontro ao te encontrar e ao te compreender, me compreendo. Não sumo, não fumo, não rimo. Não sou mais uma peça sem lugar, pertenço a você. É como se não tocasse a realidade, você é irreal. A chuva cria um halo ao seu redor, deixando a melancolia derreter meu coração. Gotas remanescentes fazem com que brilhe aos meus olhos, pelos arrepiados ao meu desejo, deitados naquele colchão que era a única mobília do apartamento de paredes pastéis, nossas fotos polaróides decoravam as paredes que antes eram vazias de amor. Com lençóis a nos amarrar, traço todo seu contorno com meus lábios, nossas mãos entrelaçadas num nó implexo, pele aquecida por nosso sentimento, olhares que se perdem na imensidão do toque de seus cabelos em meu rosto, o sabor de suas palavras ao passearem por meu pescoço juntamente com seu hálito candente. Temos gosto de frappuccino, sol e suor. Quero viver. Quero sentir o amanhecer chegar com você ao meu lado, quero ser seu para sempre e contigo juntar os farrapos que sou, com os pedaços que você é e juntos, seremos uma verdadeira figura. Figura na parede, fotos polaróides de noites sem estrelas, noites que você era minha virtude. Não quero virtude, não quero palavras quentes presas em um corpo frio. Quero a verdadeira essência de loucuras e desatinos. Quero identidade corrompida e risadas bizarras. Quero o que temos e nada mais. Nada. Sou completo, sou nós. Sou você ao me amar, sou o ventinho gostoso que toca seus cílios molhados de lágrimas ao sentir minha falta. Não sinta, sou seu e contigo.
Um beijo bom.

Rafael Castelino Bueno e Thariny Linno

myfuckinglinno:

Pathos

 E crio memórias a partir de vontades. Fecho os olhos e desenho-te a fogo em minhas pálpebras, agarrando loucamente seus vestígios em minha pele, seu cheiro em meus lábios. Cada detalhe supérfluo, assim, quando fecho os olhos, mesmo por um mísero segundo, te vejo. Esteja eu no céu ou no inferno. Meu coração remendado vezes demais se enobrece, fica abarrotado de emoção apurada, se derramando por você. Cometo excessos em meu íntimo, sou excêntrico ao ser exorbitantemente necessitado, só que, a coisa é que no fundo, sou nada? Foi uma anfibologia? O que sei é que ao te tocar, me sinto tão… eu. Porque eu, contigo, faço sentido. Me encontro ao te encontrar e ao te compreender, me compreendo. Não sumo, não fumo, não rimo. Não sou mais uma peça sem lugar, pertenço a você. É como se não tocasse a realidade, você é irreal. A chuva cria um halo ao seu redor, deixando a melancolia derreter meu coração. Gotas remanescentes fazem com que brilhe aos meus olhos, pelos arrepiados ao meu desejo, deitados naquele colchão que era a única mobília do apartamento de paredes pastéis, nossas fotos polaróides decoravam as paredes que antes eram vazias de amor. Com lençóis a nos amarrar, traço todo seu contorno com meus lábios, nossas mãos entrelaçadas num nó implexo, pele aquecida por nosso sentimento, olhares que se perdem na imensidão do toque de seus cabelos em meu rosto, o sabor de suas palavras ao passearem por meu pescoço juntamente com seu hálito candente. Temos gosto de frappuccino, sol e suor. Quero viver. Quero sentir o amanhecer chegar com você ao meu lado, quero ser seu para sempre e contigo juntar os farrapos que sou, com os pedaços que você é e juntos, seremos uma verdadeira figura. Figura na parede, fotos polaróides de noites sem estrelas, noites que você era minha virtude. Não quero virtude, não quero palavras quentes presas em um corpo frio. Quero a verdadeira essência de loucuras e desatinos. Quero identidade corrompida e risadas bizarras. Quero o que temos e nada mais. Nada. Sou completo, sou nós. Sou você ao me amar, sou o ventinho gostoso que toca seus cílios molhados de lágrimas ao sentir minha falta. Não sinta, sou seu e contigo.

Um beijo bom.


Rafael Castelino Bueno e Thariny Linno

photo

victors-musings:

“Certa vez, um anjo e um demônio se apaixonaram…”

victors-musings:

“Certa vez, um anjo e um demônio se apaixonaram…”

(Source: forgingswords)

photo

victors-musings:

Eu não sou louco. Minha realidade é apenas diferente da sua.

victors-musings:

Eu não sou louco. Minha realidade é apenas diferente da sua.

(via forgingswords)

photo

Às vezes eu me sinto tão triste por algumas coisas terem mudado, às vezes feliz.
Mas tudo o que eu queria era voltar dois anos atrás, sair com meus amigos, voltas em venda nova, almoços no restaurante popular, praça, sol rachando e você morrendo de rir, porque os dias verdes são os melhores. Nada melhor que boas companhias, segredos compartilhados, sonhos revelados e você saber que você não faria nada diferente do que foi feito, essas lembranças não ficam em fotos, ou até mesmo na memória, elas são guardadas no coração e Deus sabe, que de lá nunca sairão. Sinto falta de jogos bobos, de pedir dinheiro para o refri, de tentar ser engraçada com eles, de abraços - os melhores, claro -, de perguntas como: três coisas que você queria agora, sorvetes e às vezes alguns tombos (haha), lembro de sair do colégio e ver os rostos dos meus amigos e me tornar tão feliz, com eles era tudo tão simples, nada de me preocupar com nenhuma maquiagem ou roupa (uniforme, geralmente), lembro de telefonemas até a madrugada e até de ameaças de mortes, lembro de chorar ao telefone quando via meu amigo triste, de almoços em minha casa e bagunças em meu quarto, lavagem de louça, filmes, bananas &lt;3, coisas quebradas então, nem se fale, lembro dos dias de chuva e a gente correndo, totalmente molhados, lembro sempre da loja de um real, de entregar panfletos na rua, são tantas lembranças, que realmente me marcaram, e é tão complicado pensar que não terei isso de novo, por isso ao invés de três desejos, quero só um, que algum dia eu consiga reviver pelo menos parte disso, com meus melhores amigos do mundo, Rafael e Emídio, eles podem até não saber, mas sou tão feliz por ter essas memórias deles, por que é isso, amizade engrandece a pessoa, e esses dois fizeram tanto por mim. Sinto muita falta, mas sempre que preciso, fecho os olhos e posso imaginar uma nova manhã passeando pela cidade.

Às vezes eu me sinto tão triste por algumas coisas terem mudado, às vezes feliz.

Mas tudo o que eu queria era voltar dois anos atrás, sair com meus amigos, voltas em venda nova, almoços no restaurante popular, praça, sol rachando e você morrendo de rir, porque os dias verdes são os melhores. Nada melhor que boas companhias, segredos compartilhados, sonhos revelados e você saber que você não faria nada diferente do que foi feito, essas lembranças não ficam em fotos, ou até mesmo na memória, elas são guardadas no coração e Deus sabe, que de lá nunca sairão.
Sinto falta de jogos bobos, de pedir dinheiro para o refri, de tentar ser engraçada com eles, de abraços - os melhores, claro -, de perguntas como: três coisas que você queria agora, sorvetes e às vezes alguns tombos (haha), lembro de sair do colégio e ver os rostos dos meus amigos e me tornar tão feliz, com eles era tudo tão simples, nada de me preocupar com nenhuma maquiagem ou roupa (uniforme, geralmente), lembro de telefonemas até a madrugada e até de ameaças de mortes, lembro de chorar ao telefone quando via meu amigo triste, de almoços em minha casa e bagunças em meu quarto, lavagem de louça, filmes, bananas <3, coisas quebradas então, nem se fale, lembro dos dias de chuva e a gente correndo, totalmente molhados, lembro sempre da loja de um real, de entregar panfletos na rua, são tantas lembranças, que realmente me marcaram, e é tão complicado pensar que não terei isso de novo, por isso ao invés de três desejos, quero só um, que algum dia eu consiga reviver pelo menos parte disso, com meus melhores amigos do mundo, Rafael e Emídio, eles podem até não saber, mas sou tão feliz por ter essas memórias deles, por que é isso, amizade engrandece a pessoa, e esses dois fizeram tanto por mim.
Sinto muita falta, mas sempre que preciso, fecho os olhos e posso imaginar uma nova manhã passeando pela cidade.

photo

(Source: myfuckinglinno)